domingo, 13 de fevereiro de 2011

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 1995 - ERAS TÚ, SENHOR ?

Posted by Toninho Kalunga - PT On domingo, fevereiro 13, 2011 Comentários



Quer contemplar aqueles que seriam os mais abandonados, os que se sentem esquecidos, negados na sua humanidade. E não se refere só aos excluídos pela situação econômica. Há excluídos também nos países ricos, que têm muitos recursos. O fato, porém, de o Brasil ser um país de Terceiro Mundo, dominado por um sistema que fabrica e acentua a exclusão, torna mais dramática a situação de mendigos, prostitutas, encarcerados, doentes e outros.
DOM ALOISIO E A SITUAÇÃO DAS CADEIAS
O seqüestro do Cardeal Dom Aloísio Lorscheider, seus 2 Bispos auxiliares e mais 13 pessoas, em Fortaleza, no mês de março de 1994, trouxe a tona a situação das cadeias e da população carcerária do País. São palavras de Dom Aloisio:
“A experiência me fez dar um grande valor à vida e à pessoa humana, sobretudo àquelas que tem seus direitos desrespeitados. Sobrou de tudo isso um grande amor e respeito à vida. Pessoa não é bicho e nunca vai ser bicho. Nós não podemos recuperar uma pessoa partindo da premissa de que ela é bicho”.
OS EFEITOS E OS MECANISMOS DA EXCLUSÃO:
Em âmbito pessoal:
somos seres de relação por natureza, precisamos do outro para saber quem somos. Quando o outro se porta como se fossemos ninguém, nossa auto estima e nossa própria identidade ficam abaladas.
No âmbito religioso:
Religião é núcleo fundamental de cultura e identidade pessoal . Qualquer exclusão neste campo é sempre muito profunda. Rejeitar a religião de um povo é matar a sua alma. Como católicos temos sido religião dominante. Por isso, nem sempre soubemos se sensíveis aos problemas que os outros grupos religiosos enfrentam ou sofrem.

Esta foi uma das campanhas da fraternidade que mais diretamente questionou nossa ação diante do alarmante fato que ao nosso lado estão irmãos e irmãs que de tanto gritar, já não teem mais voz. Somos nós que precisamos, então, falar e agir por e com eles/as!

0 comentários :

Postar um comentário

Mensagens ofensivas não serão publicadas. As da pequena oposição não serão sequer lidas! A confirmação da mensagem serve para identificar através do ID pessoas que se utilizam do anonimato para enviar mensagens ofensivas!